Essa notícia reforça a necessidade de estar preparado quando esse período de crise terminar.

RedeTV! – 28/07/2020

Dados são do Ministério da Economia. Saldo representa a diferença entre o número de demissões e o de contratações

Brasil perdeu 1.198.363 de vagas de trabalho com carteira assinada no primeiro semestre do ano, informou nesta terça-feira (28) o Ministério da Economia. Os números fazem parte do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O resultado é o saldo, ou seja, a diferença entre 6.718.276 contratações e 7.916.639 demissões.

Por conta da pandemia do novo coronavírus e das práticas de isolamento social devido à quarentena, foram fechadas 10.984 vagas formais apenas no mês de junho. No período, foram registradas 895.460 contratações e 906.444 demissões.

O total de pessoas que estavam empregadas com carteira assinada em junho somou 37.611.260, o que representa uma variação de -0,03% em relação ao mês anterior.

Por setor

O setor da agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura foi o único com abertura de novos empregos formais. No primeiro semestre de 2020, foram criadas 62.633 vagas. Já a área de serviços foi a que mais fechou cargos no período, 507.708 no total.

O setor de comércio fechou 474.511 vagas a menos. Outra área que registrou baixas foi a de construção, com 32.092 vagas fechadas.

Fonte:

https://www.msn.com/pt-br/dinheiro/other/por-pandemia-brasil-perde-1-19-milh%C3%A3o-de-vagas-de-trabalho-no-primeiro-semestre/ar-BB17hBH2?ocid=msedgntp

Open chat